O que fazer em Cabo de Santo Agostinho: 10 melhores pontos turísticos

Localizado no estado de Pernambuco, Cabo de Santo Agostinho integra a região metropolitana de Recife. A cidade é considerada por diversos estudiosos o local do Descobrimento do Brasil, por ter sido a porção de terra avistada pelo navegador espanhol Vicente Yáñez Pinzón, bem como o ponto de desembarque do explorador, no dia 26 de janeiro de 1500, três meses antes da chegada de Pedro Álvares Cabral à costa brasileira. Foto: Praia de Calhetas por Beto Quissak, CC BY-SA 4.0, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=59222438

A cidade abriga juntamente com Ipojuca o Complexo Industrial Portuário de Suape, um dos maiores polos industriais do Nordeste do país. O município guarda um grande acervo histórico, cultural e religioso, como os antigos engenhos que ajudaram a colocar Pernambuco no topo mundial da produção de açúcar no Século XVII. Engenhos antigos, como o Engenho Massangana hoje impulsionam o turismo rural no estado e revelam o contexto histórico da região.

O município possui muitas igrejas e edificações antigas, a maioria delas erguidas no século XVII. Dentre as quais se destacam: a Igreja de São José do Paiva, a Capela de São Gonçalo do Amarante, o Forte São Francisco Xavier, o Forte Castelo do Mar, as Ruínas do Velho Castelo, o Forte Pontal de Suape, a Antiga Casa do Faroleiro, a Igreja de Nossa Senhora de Nazaré e etc.

Cabo de Santo Agostinho também se destaca pelas suas praias. Não deixe de conhecer a Praia do Paiva, a Praia de Itapuama, a Praia Pedra do Xaréu, a Praia Enseada dos Corais, a Praia de Gaibu, a Praia de Calhetas, a Praia do Paraíso e a Praia de Suape.

Conheça os 10 melhores pontos turísticos de Cabo de Santo Agostinho!

1 – Praia de Calhetas

A pequena Praia de Calhetas é considerada uma das praias mais bonitas do mundo, ela fica cravada em meio a duas montanhas e coqueiros, a praia em si possui uma pequena faixa de areia, mais quando o assunto é o banho de mar a praia proporciona uma experiência bastante agradável. Na praia de Calhetas também é possível fazer um passeio de teleférico, uma aventura e tanto para os mais radicais.

2 – Praia de Gaibu

A Praia de Gaibu é a mais badalada de todo o Cabo de Santo Agostinho, se tornando o point principalmente para os surfistas e praticantes da pesca de praia. Na Praia de Gaibu é possível encontrar uma enorme variedade de bares e restaurantes. A praia possui uma boa estrutura e um cenário encantador com montanhas de rochas e piscinas naturais, digno de um autêntico cartão postal.

3 – Praia da Enseada dos corais

A Praia da Enseada dos corais é um pouco mais afastada e reserva seus encantos. Fazer uma caminhada em suas areias brancas logo cedo ao nascer do sol é uma experiência maravilhosa.

4 – Praia de Itaupuama

Praia de mediana extensão e bela paisagem, é vista como um dos refúgios da cidade. Seu clima agradável costuma atrair diversos turistas durante a alta temporada. Conta com uma boa faixa de areia dourada e fofa, o mar é agitado, com boas ondas e águas cristalinas, propício para o banho e prática de esportes náuticos.

5 – Centro Cultural Engenho Massangana

O Engenho Massangana é um conjunto arquitetônico rural do século XIX composto pela Casa Grande e Capela de São Mateus. É tombado pelo Estado como Parque Nacional da Abolição e está localizado no Cabo de Santo Agostinho – PE.

6 – Igreja Nossa Senhora de Nazaré

A Igreja de Nazaré, monumento nacional tombado pelo Iphan, foi erguida no ponto mais alto do Cabo de Santo Agostinho e está localizada na Vila de Nazaré, no sítio histórico, ao lado das ruínas do Convento Carmelita. Não se pode determinar a data exata da sua construção. Sabe-se, porém, que esta igreja já existia no final do século XVI, quando servia de referência a navegadores.

7 – Ruínas do Forte Castelo do Mar

Assentado sobre a barra do porto, na extremidade do Cabo de Santo Agostinho, o forte de Nazaré foi levantado em 1631 pelos luso – brasileiros, construído em pedra granítica do próprio Cabo. Os holandeses passaram a chamá-lo de Water Kasteel – Castelo do Mar – nome pelo qual até hoje é conhecido. Está inserido em área de preservação e é tombado pelo Estado.

8 – Ruínas do Velho Quartel

Bem próximo ao Forte Castelo do Mar, encontram-se as ruínas do Velho Quartel, pequena fortaleza que servia de apoio para a construção. Suas paredes foram feitas com pedras retiradas dos arrecifes da região, misturadas com areia, cal e barro, além de óleo de baleia.

9 – Ruínas do Convento Carmelita

A construção do convento, ao lado norte da Igreja N.S.de Nazaré, foi iniciada em 1692 e somente terminada em 1731. O último superior do convento foi recebido em 1859, mas, pouco tempo depois, vendo-se isolado e sem meios para a sua própria subsistência, exonerou-se de seu cargo e resolveu, afinal abandonar o convento.

10 – Ruínas da Antiga Casa do Faroleiro

Resquícios da época em que a América do Sul separou-se da África podem ser vistos até hoje em Cabo de Santo Agostinho. Um deles é o ponto onde fica a antiga Casa do Faroleiro, construção do final do século 19 que servia de morada para quem trabalhava no local.

QUER CONHECER CABO DE SANTO AGOSTINHO?
Temos pacotes personalizados e exclusivos para atender você!
Informações: (21) 98854-2018 (ZAP)
Reservas: [email protected]

Translate »